There is always more then meets the eye!

20
Jun 05

Num deserto inóspito e deserto

A martelo cravei as estacas em terra erma e infértil

Como o ventre de uma mulher que não gera

O deserto não gera vida!

Mas…eu… acampei no deserto!

Cravei as estacas na terra inóspita

Montei com aprumo a tenda e acampei.

Acampei e fiquei

A mercê dos ventos

…dos lamentos…

Da terra deserta do deserto

Que não gera vida…

Só gera tristeza…em forma de vento…
publicado por crowe às 19:03
tags:

hum acampaste num deserto?? olha q nos desertos tb ha vida .. em varias formas .. dp existem tb uns oasis e dizem q os israelitas e alguns povos arabes irregam o deserto e conseguem fazer germinar vida :-) q poem tão blue and sad and :-(
hum .. qd se bate no fundo só nos resta um caminho .. para cima :-))) beijoPasso
</a>
(mailto:Passodianisto@hotmail.com)
Anónimo a 21 de Junho de 2005 às 09:59

Junho 2005
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
10
11

12
13
14
15
16
17
18

19
23
24
25

26
29


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Porque sim!

links
as minhas fotos