There is always more then meets the eye!

11
Jul 06

Podes tentar odiar-me o quanto quiseres

Posso tentar odiar-te o quanto quiser…

Amo-te… sem me esforçar!

Amo-te aos pedacinhos!

Devoro e assimilo o que és aos bocadinhos!

 

É imperdoável que sorrias

Quando tento zangar-te

Que me desmanches a trança

Quando me queres ouvir resmungar!

 

Imperdoável que me faças sorrir quando não estás

Só com a ideia de que mais tarde me verás.

 

Imperdoável fazeres com que te ame

Defeitos primeiro, imperfeições depois

Qualidades como bónus!

 

Imperdoável…

Sim…não?

Vou zangar-me contigo! (mas só um bocadinho pequenininho)

E perdoar-te muito depressa em seguida sem que digas nada,

Movas um músculo… porque imperdoavelmente me amas

Pelo quanto imperfeita  sou…

publicado por crowe às 20:46

Gostei do teu odiar e ainda mais do teu amar. Gostei, porque sim, o que na maior parte das vezes significa apenas que tocaste naquela tecla que acende uma luzinha lá no fundo da nossa alma. Ou que me fizeste relembrar histórias passadas... Por isso gostei, gostei de passar por aqui. :)))
paulo a 17 de Julho de 2006 às 12:53

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.


Julho 2006
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
13
15

16
17
19
22

23
25
26
27
28
29

30
31


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Porque sim!

subscrever feeds
links
as minhas fotos
mais sobre mim
pesquisar
 
blogs SAPO