There is always more then meets the eye!

22
Set 04
RL001408.jpg
No ínicio dos tempos,
Quando as almas eram jovens,
Reinava a inocência,
Tudo era belo
Tudo era bom
Não havia medo,
Andavamos nús.
Hoje tudo é diferente,
Tudo é cinzento,tudo difuso
Precisamos de nos esconder,
Usar máscaras e já não voamos
Estamos amarrados
Presos a amarras invisíveis mas,
Numa próxima roda da vida
Seremos crianças outra Vez,
Enfim,
Livres!

@autor: passodianisto
publicado por crowe às 11:36

Muito bonito, muito singelo. A nudez esconde os corpos feios e engana o frio... Sempre gostei de encarar a criança em mim como a capacidade de abertura ao imprevisto e ao diferente. No entanto, não troco a minha capacidade de formar opiniões pela inexperiência e imaturidade de uma criança ainda indefinida, ainda à procura do seu melhor e do seu lugar no mundo... É que o malvado aproveita-se bem da inocência... Cordialidades...Pleot
(http://nathum.blogs.sapo.pt)
(mailto:pauloleote@hotmail.com)
Anónimo a 22 de Setembro de 2004 às 21:10

Setembro 2004
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
10

13

19
20
21
25

26
29


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Porque sim!

links
as minhas fotos
mais sobre mim
pesquisar
 
blogs SAPO