There is always more then meets the eye!

22
Set 04
RL001408.jpg
No ínicio dos tempos,
Quando as almas eram jovens,
Reinava a inocência,
Tudo era belo
Tudo era bom
Não havia medo,
Andavamos nús.
Hoje tudo é diferente,
Tudo é cinzento,tudo difuso
Precisamos de nos esconder,
Usar máscaras e já não voamos
Estamos amarrados
Presos a amarras invisíveis mas,
Numa próxima roda da vida
Seremos crianças outra Vez,
Enfim,
Livres!

@autor: passodianisto
publicado por crowe às 11:36

Ola «trovador»,

ja te conhecia a tua alma de poeta, bonito poema... mas sabes passo... akela alma de criança, do belo, do bom está lá... apenas por diversas razões muitas vezes entramos no xamado «coma da vida»...e aqui a dificuldade é acordar... acredito que o crescimento das pessoas e da nossa «alma» deverá der feito ao contrario tendencialmente para o bom, para a luz...

beijos

Ps hoje comentei muito é essa coisa das «vossas almas de poetas» que me deixa assim
azulinha...
</a>
(mailto:plumacaprichosa@hotmail.com)
Anónimo a 26 de Setembro de 2004 às 15:15

Setembro 2004
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
10

13

19
20
21
25

26
29


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Porque sim!

links
as minhas fotos