There is always more then meets the eye!

02
Jul 06
 
Hum…
Este post poderia ter tantos nomes, que não me decidi a dar-lhe nenhum!
Não sei se por cansaço, se por sentir remorsos de dever aos lençóis algumas horas de merecido repouso, se por sentir que a vida é injusta e nós tantas vezes injustamente impotentes, se por revolta revoltante e revoltada com algumas características que se descobrem nas pessoas se por zanga interior comigo mesma por tantas vezes tapar os olhos e não querer ver o que tenho à frente a realidade é que na noite passada dei por mim alheia à conversa que me rodeava e revia mentalmente um tudo de nada.
Seja por daquilo que for… o resultado é mesmo este!
 
As coisas que devo ter deixado no útero de minha mãe com a pressa de conhecer o mundo:
* O gosto pelo cor de rosinha
* O prazer de usar camisolas curtinhas a mostrar a banhoca da barriga ou o prazer visual de as ver passar assim por mim
* O prazer de me levantar umas horinhas mais cedo para passar creminhos, pozinhos, batonzinhos e outros inhos no rosto e parecer pior do que sou ou pareço
* Achar anormal ou aberrante Gastar em livros, cd, vinis, dvd o que outros gastam em malinhas, malões, sapatos e outros
* O ficar contente por me chamarem gaja
* Apelidar, contente da vida os outros de gajos ou gajas
* Usar o lema antes em má companhia que sozinha
* Ficar contente e segura com uma só fonte de informação
* Achar que o que sei chega
* Adorar carneiradas e ter como objectivo de vida ser cor de rosinha e igualzinha a toda a gente
* Andar nas nuvens ((tenho vertigens)) a pensar que o Príncipe encantando anda atrás de mim
* Preferir Pop a Rock
* Pedir desculpas
* Pedir desculpas por não aceitar somente o que me é dado e lutar por mais
* Gostar de pessoas com diarreia verbal fisicamente perfeitas porque são bonitas e preferir a diferença tenha ela a forma que tenha!
* Esconder aquilo que sou!
 Hum…
Este post devia chamar-se: I’m sorry… for be what I am… Fuck you for thinking People are only perfect when they are like you!
 
Solidão é ser o que querem que sejamos e não o que somos!
publicado por crowe às 23:11
sinto-me: hummmmm
música: remy zero

É mais um dos resultados da globalização… Como de costume a fuga ao comum e a exposição do mau (embora não óbvio) com a habitual boa qualidade de escrita (já agora arriscas-te a que se torne demasiado óbvio quando e se alguma vez o nível descer). Inconformismo contra a produção em massa de "chips" pensantes. Se tivermos em conta que, inclusive, a nossa imprensa tem as "noticias" ditadas por agências de (des)informação… é bom ter uma voz a servir de "farol" mesmo que em meios mais restritos. Parabéns e na mouche!
prior velho a 3 de Julho de 2006 às 16:59

God You just made me love you!
crowe a 3 de Julho de 2006 às 21:11

Sabes Crowe, gosto mesmo de ti. Quanto mais te leio (e ultimamente, tenho andado um bocadinho afastada destas lides) a verdade é que mais gosto de te ler. Gosto dessa tua maneira de dizer as coisas sem esconder, permitindo que cada pessoa que te lê te veja de forma diferente no que escreves. Este teu cantinho faz-me falta sabes???
Um beijo mansinho nas penas, minha ave favorita :)
igara a 4 de Julho de 2006 às 11:12

Sabes Crowe, gosto mesmo de ti. Quanto mais te leio (e ultimamente, tenho andado um bocadinho afastada destas lides) a verdade é que mais gosto de te ler. Gosto dessa tua maneira de dizer as coisas sem esconder, permitindo que cada pessoa que te lê te veja de forma diferente no que escreves. Este teu cantinho faz-me falta sabes???
Um beijo mansinho nas penas, minha ave favorita :)
igara a 4 de Julho de 2006 às 11:13

Sabes Crowe, gosto mesmo de ti. Quanto mais te leio (e ultimamente, tenho andado um bocadinho afastada destas lides) a verdade é que mais gosto de te ler. Gosto dessa tua maneira de dizer as coisas sem esconder, permitindo que cada pessoa que te lê te veja de forma diferente no que escreves. Este teu cantinho faz-me falta sabes???
Um beijo mansinho nas penas, minha ave favorita :)
igara a 4 de Julho de 2006 às 11:14

Ai miga gostas tanto que escreves 3 vezes! ;) Me too... # vezes back to you
crowe a 4 de Julho de 2006 às 17:32

Uau, Crowe, neste dia fizeram-te das boas! Mas olha que concordando com a maioria dos teus comentários, sobretudo com as carneiradas e a vida cor-de-rosinha, até dei um pulo para trás com o título final! Ninguém é perfeito, nenhum de nós e muito menos eu, mas f*** y**, só porque poderia ter pensado nessa hipótese, parece-me um tanto ou quanto forte. E depois, solidão é um raio de coisa que só nos acontece, porque NÓS QUEREMOS!
paulo a 17 de Julho de 2006 às 13:14

Bom dia Paulo... talvez seja forte... admito-o! Mas, sinceramente as pessoas por vezes só percebem aquilo que lhes é dito com violência... este you era um vós e não um tu.... e so se dirigia às pessoas que acham mesmo k so se é feliz quando se pensa e se é como elas.
crowe a 18 de Julho de 2006 às 10:38

Julho 2006
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
13
15

16
17
19
22

23
25
26
27
28
29

30
31


Porque sim!

links
as minhas fotos
mais sobre mim
pesquisar
 
blogs SAPO