There is always more then meets the eye!

24
Set 04

Quem me dera ter-te aqui,

Rodear-te o corpo como se fosse uma serpente…

Enroscar-me em ti ritmadamente,

De forma quente e sedutora,

Percorrendo-te a pele, centímetro a centímetro,

Tocando em segredo o corpo oculto

Dos teus sonhos!

Quem me dera ter-te aqui e poder perder-me em ti,

Sorver réstias de suspiros da tua boca quente

Serpentear em ti… sem pressas

Numa melodia nossa.

Num coro de suspiros e gemidos mudos.

E antes do fim, poder entrelaçar-me em ti

Perdendo-me no teu olhar

Fruindo do teu hálito quente com sabor a maresia.

E tocar-te, dançando devagarinho, a alma,

Sabendo que eras meu… tal como eu: tua!

publicado por crowe às 01:28
tags:

Olá miga-esvoaçante,
Não tenho chapéu, visto que não faz parte do meu fashion statement, mas se o tivesse tirá-lo-ia para te saudar por esta poesia. Gostei muito, honestamente. Um beijo grande.Mr.Utopia
</a>
(mailto:darkish@hotmail.com)
Anónimo a 28 de Setembro de 2004 às 09:39

K giro! O blog continua bem! Bjinhosalex do blog
(http://oblogdoalex.blogspot.com)
(mailto:2@hotmail.com)
Anónimo a 27 de Setembro de 2004 às 16:21

Ai, amiga... adorei este poema!!! Nem tenho palavras para exprimir tamanha profundidade nas palavras... adorei, adorei... jokas grandes para ti amiga.pataininiti algarvia
</a>
(mailto:pataininiti@sapo.pt)
Anónimo a 27 de Setembro de 2004 às 16:14

E pudesse eu escrever assim ... gritar ao mundo a doce sensação dos "serpenteados" da vida. Beijo Crowezita. Coral
</a>
(mailto:coral2@sapo.pt)
Anónimo a 27 de Setembro de 2004 às 09:29

Crowe, como sempre, inspirada [...] sorte de quem te serve tamanha inspiração. Ósculos com hálito quente com sabor a maresia.Mentis
(http://casual.blogs.sapo.pt)
(mailto:amiljitsu@sapo.pt)
Anónimo a 26 de Setembro de 2004 às 23:11

Crowe que poema !!! pura sedução, emoção...
quase que nos sentimos serpentes... é isto que eu chamo escrever com «alma»... gostei...muito..

beijos da little one azulinha...
</a>
(mailto:plumacaprichosa@hotmail.com)
Anónimo a 26 de Setembro de 2004 às 15:18

Olá! Gostei.... está maginifico este poema! (dei uma leitura aos anteriores e também estão muito bons...), beijinhos e intéAran_aran
(http://capricornioemim.blogs.sapo.pt/)
(mailto:aran_aran@sapo.pt)
Anónimo a 25 de Setembro de 2004 às 19:29

Crowe... muito lindo como sempre, não é verdade? Bjinhos e eu também estava com saudades tuas! Lobaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaa
</a>
(mailto:celiasousa@msn.com)
Anónimo a 24 de Setembro de 2004 às 22:04

Ai anti-blog um destes dias corres o risco de ver a crowe muito indignada contigo... k comentario insensivel! deixe-me la sentir a vontade! k coisa... parece ditador com mania de dar ordens! lolCrowe
(http://asasnegras.sapo.pt)
(mailto:crowenest@hotmail.com)
Anónimo a 24 de Setembro de 2004 às 18:27

Anti blog, não sei se sabe, mas se não sabe devia saber, eheheh,... este corvo é bem humano, logo ... tem sentimentos! BEIJO para si!La Luna
</a>
(mailto:a_ezequiel@iol.pt)
Anónimo a 24 de Setembro de 2004 às 18:13

Setembro 2004
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
10

13

19
20
21
25

26
29


Porque sim!

links
as minhas fotos