There is always more then meets the eye!

13
Out 04
Boa noite, meu amor!
Dorme agora que a lua chegou
E o sol se pôs!

Dorme, um soninho bom.
Passa a noite em sonhos inocentes,
Fecha os olhinhos e acena à lua!
Em beijinhos e abracinhos
Respira devagarinho
Brincando com mexas de cabelo meu…
Balbucia palavrinhas desconexas
Agora que o sono se apoderou de ti…

Boa noite, meu amor!
Dorme o teu soninho
Embala o meu, com o sorriso meiguinho
Com os teus suspiros e respiração mansinhos.

Dorme bem pequenino
Amansa o silêncio da noite
E embala-me a mim… num miminho de amor em calma!
Amor poesia…Repousa agora…
Amanhã estarei aqui quando cumprimentares o Sol
E disseres adeus à Lua!
publicado por crowe às 12:40

...Fiquei sem palavras... Que lindooooo, que lindoooooo... Crowe acho que nunca te o disse mas digo agora e aqui para que todos possam ler, pois o que é verdadeiramente sentido deve ser partilhado... Acho-te uma G-I-R-A... e que quer dizer isto, para mim? Gente Inteligente Rara e Amiga... Mil bjinhos para ti!Lobaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaa
</a>
(mailto:celiasousa@msn.com)
Anónimo a 16 de Outubro de 2004 às 11:14

...seriam parcas as palavras para descrever o que sinti ao ler... apenas recordo todos os momentos em que escrevo cada cançao de embalar... adorei!!!bjokasLuís
(http://esec.pt/~lfernandes/)
(mailto:lfernandes@esec.pt)
Anónimo a 15 de Outubro de 2004 às 22:22

A maior forma de amor é aquela que se dedica a uma criança, por ser incondicional e ilimitada. Trouxe-me á lembrança os momentos em que eu embalava os meus filhos, na horinha de dormir, os afectos, os gestos, os sentimentos...Um poema Lindo, Lindo, Lindo, cheio de ternura e emoção! Já to disse, mas repito, foi um dos poemas mais lindos que já alguma vez li!igara
</a>
(mailto:igara@sapo.pt)
Anónimo a 15 de Outubro de 2004 às 12:08

Ja decorei o teu verso p embalar a mnh zingarelha .. ta lindo .. jokas :-)Passo
</a>
(mailto:Passodianisto@hotmail.com)
Anónimo a 15 de Outubro de 2004 às 10:12

Crowe, és muito linda [...] e digo isto sem necessidade de te ver, pois a singularidade de beleza contida neste versos espanta qualquer alma demoníaca. Sempre e sempre muitos ósculos.
PS** Visita aí esse local. Vê se és a primeira. Gosto muito que sejas sempre a primeira.Mentis
(http://visoes.weblog.com.pt)
(mailto:amiljitsu@sapo.pt)
Anónimo a 14 de Outubro de 2004 às 18:54

ke linda «canção de embalar» ... ternurento...maternal... gostei :)

Beijoazulinha....
</a>
(mailto:plumacaprichosa@hotmai.com)
Anónimo a 14 de Outubro de 2004 às 10:13

Boa noite meu amor...ke lindooooooooo!!!Como é possivel uma simples frase, significar tanto???!!!! bjs pafita
</a>
(mailto:paferreira@netvisão.pt)
Anónimo a 14 de Outubro de 2004 às 09:05

Pueril, encantador, dócil, envolvente .. dedicado a algum amor pequenitates?? ;) Beijosssss Coral
</a>
(mailto:Coral22@sapo.pt)
Anónimo a 13 de Outubro de 2004 às 15:18

Lindo, lindo, lindo, lindo, meiguinho. Beijinhobliblibli
</a>
(mailto:bliblibli@sapo.pt)
Anónimo a 13 de Outubro de 2004 às 13:31

Que poema tão doce, amiga... Adorei! Nem tenho palavras... Beijões do tamanho do mundo para ti!pataininiti algarvia
</a>
(mailto:pataininiti@sapo.pt)
Anónimo a 13 de Outubro de 2004 às 13:12

Outubro 2004
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
11
14
15
16

18
20
22
23

24
25
27
28
29
30



Porque sim!

links
as minhas fotos