There is always more then meets the eye!

17
Out 04
Quero ser mas não me deixam
Quero ir mas não tenho lugar
Quero Gritar mas calaram-me a voz!

Abro os olhos em silêncio,
abro a boca em lamentos,
Eles são mudos!

Apelo à Verdade mas ela
está afónica...
Sento-me numa sala de cinema,
O filme é em tons cinzentos
cinema mudo!
Sem legendas!
Cruel Ironia:
Em ecrã gigante vejo a minha vida...
Falta-lhe o fim...
Falta-lhe o meio...
Mas está cheio de laivos de negro e cinzento...
Ficarei nesta sala,
sentada nesta cadeira e esperarei
Por uma evolução a cores...


publicado por crowe às 21:50

Gostei bastante deste poema...só agora tive um tempinho para o ler com mais atençaõ.... (mas fikei preocupada com a ausência de cores...apenas um dia cinzento espero...)

Beijo :)plumitaaa...
</a>
(mailto:plumacaprichosa@hotmail.com)
Anónimo a 26 de Outubro de 2004 às 11:09


Sons p k, qd apenas a escrita basta, para saber o q nos vai na alma ... escrevo em dias cinzentos ... Cai do ceu,directo no teu rosto,tal como lagrimas,na face q eu gosto, em dias de outono,mas pq ainda n é agosto? hehe jokas doces Passo
</a>
(mailto:Passodianisto@hotmail.com)
Anónimo a 19 de Outubro de 2004 às 09:02

Outubro 2004
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
11
14
15
16

18
20
22
23

24
25
27
28
29
30



Porque sim!

links
as minhas fotos