There is always more then meets the eye!

31
Out 04
Esta é a noite em que as luzes não se acenderam
A lua não apareceu!
O céu escondeu as constelações!

Sem estrelas nem lua
O uivo não aconteceu…
No topo da Serra o silêncio aconteceu
Sem luz, as patas tropeçam nas pedras do trilho
A queda sucede-se uma e outra vez…
Uma vez sem dor… outra com mágoa… outra em susto…
Sem lua, nem céu estrelado
Cantar liberdade é… vazio? Despropositado?
Enorme desperdício de emissão de sons? Murmúrios???

Sem estrelas nem lua
No cimo de uma Serra (ou aos tropeções por ela abaixo…)
Serenatas não fazem sentido.
Lamúrias, mesmo que num grito baixo, sussurrado.
Se um céu não tiver estrelas e lua
São só sons sem sentimento ou significado
Uivar só faz sentido se a lua brilhar alta,
A noite for escura
E o céu estrelado.
publicado por crowe às 21:08

Como pássaro voador que sou, sabe bem vir aqui descansar as minhas asas.
Adorei estes "galhos" na escuridão. Voltarei sempre.Corvo
(http://corvo-negro.blogspot.com)
(mailto:brutus_sx@hotmail.com)
Anónimo a 24 de Março de 2005 às 21:09

Está lindo e faz todo o sentido. Continua assim.
Visita o meu blog. BeijinhosDiaBoliK AnGel
(http://darkangelf.blogs.sapo.pt)
(mailto:amff@iol.pt)
Anónimo a 1 de Novembro de 2004 às 14:00

Li e reli ... absorvendo cada palavra ... uma a uma! Não sei explicar o efeito destas palavras em mim ... Adorei! Beijos grandes, para a minha amiga.La Luna
</a>
(mailto:a_ezequiel@iol.pt)
Anónimo a 1 de Novembro de 2004 às 13:44

Outubro 2004
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
11
14
15
16

18
20
22
23

24
25
27
28
29
30



Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Porque sim!

links
as minhas fotos