There is always more then meets the eye!

02
Nov 04
Um dia virar-te-ás para mim
E perguntarás “Para sempre?”
Como se o momento de vida presente
Não te bastasse
Para sentires a vida em cada golfada
Olhar-te-ei com janelas abertas
Sabendo que nada te poderei esconder
Deixarei de viver no intermitente
E responder-te-ei com estrelas nos lábios
“Quero-te a ti, e tudo o resto é um imenso nada

@autor:Mr. Utopia
publicado por crowe às 14:22

gostei bastante :)))))pluma
</a>
(mailto:plumacaprichosa@hotmail.com)
Anónimo a 11 de Novembro de 2004 às 16:28

A tudo ao meu amor serei atento/Antes e com tal zelo e sempre e tanto/que mesmo em face do maior encanto/dele se encante mais meu pensamento/...o amor é infinito enquanto dura, mas o momento pode ter a relatividade do nosso querer, dessa forma poderemos sempre dizer que amamos eternamente...adorei o teu poema!igara
</a>
(mailto:igara@sapo.pt)
Anónimo a 3 de Novembro de 2004 às 18:04

Migo-zinho ... fizeste bem. Adoptaste a "forma natural", o fruto do que te brotou da alma... afinal até o mais "sparkling" diamante foi, em tempos, pedra bruta ... Beijos ;o)Coral
</a>
(mailto:coral2@sapo.pt)
Anónimo a 3 de Novembro de 2004 às 11:19

Novembro 2004
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
10
12

15
16
17
18
19
20

21
22
24
25
26
27

29
30


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Porque sim!

links
as minhas fotos