There is always more then meets the eye!

11
Nov 04
Corpos nús projectados no espaço
Crianças que choram no escuro
Uma gota de água que escorre na vidraça da janela
A dor de se estar só,
E o súbtil do:não!
A pureza de uma mente virgem que se foi
E a dúvida de se falar chinês
Quando se pretende falar português.
A ingenuidade que já não existe
E a dúvida do ser.
Não sei que dia é,
estou perdida no tempo e no espaço.

publicado por crowe às 21:11

Um beijo enorme... de vez em quando faz-nos bem parar para nos reencontrarmos... ;-)Elsa
(http://delirios2004.blogs.sapo.pt)
(mailto:elsa_aguiar@sapo.pt)
Anónimo a 12 de Novembro de 2004 às 14:01

Novembro 2004
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
10
12

15
16
17
18
19
20

21
22
24
25
26
27

29
30


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Porque sim!

links
as minhas fotos
mais sobre mim
pesquisar
 
blogs SAPO