There is always more then meets the eye!

24
Jul 05
Eu creio que consigo voar!
(I believe I can fly)
Aqui voo… consigo realmente voar!
(I believe in the wind in my face)
Durante um ano voei … planei…postei! 
Hoje o meu blog sopra uma velinha…
Hoje faço um balanço do céu e das companhias
(I believe I found my way… from this moment on …it will never feel wrong)
Mesmo sem asas… com penas (sentidas e não usadas)
(My feathers feel real… my sorrows berried in the clouds)
Fui ave que voou com asas emprestadas!
Obrigada… Obrigado!
(Thank you! Some of you really opened my eyes!)
publicado por crowe às 02:00

"Only You"- Portishead We suffer everyday, what is it for These crimes of illusion, are fooling us all And now I am weary and I feel like I do It's only you, who can tell me apart And it's only you, who can turn my wooden heart The size of our fight, it's just a dream We've crushed everything I can see, in this morning selfishly How we've failed and I feel like I do It's only you, who can tell me apart And it's only you, who can turn my wooden heart Now that we've chosen to take all we can This shade of autumn, a stale bitter end Years of frustration lay down side by side And it's only you, who can tell me apart And it's only you, who can turn my wooden heart It's only you, who can tell me apart And it's only you, who can turn my wooden heart [ www.azlyrics.com ] @tem sido um hábito meu colocar letras de músicas que realmente aprecio... deixo aqui outra! Uma das que realmente aprecio...mesmo quando não a oiço!
publicado por crowe às 01:59
tags:

19
Jul 05
Raven.jpg Pairar, flutuar no ar. Não voar... pairar! Repousar de mente descansada olhos fechados... não pensar não falar... não voar... pairar! Sossegada flutuar... sem mais nada entre mim e o ar! abrir os braços como se fossem asas... e descansar o corpo e mente flutuando no ar. Sossegar os olhos e apagar a memória sossegar...acalmar...flutuar... não voar... não ver nem lembrar... flutuar! @ Ao arrumar uns cadernos antigos encontrei na capa de um a seguinte frase: O Inferno são os outros. do JP Sartre. E nada se encaixou no meu dia de hoje como esta frase. Pensando bem, nenhuma frase se enquadrou tão bem nos meus últimos passos de pessoa adulta... Felizmente ainda há pessoas que nos lembram o "Paraíso" porque, bolas, a maioria representa mesmo o Inferno!
publicado por crowe às 18:26
tags:

06
Jul 05
O poema que se segue foi escrito por um dos poetas portugueses que mais admiro e cuja escrita mais me enternece.
Em momentos mais agrestes e duros são as palavras mansas e ternas dos que realmente nos conhecem e gostam de nós que tornam o mundo mais colorido e o ar mais respirável.
Este poema é para alguém que é Alguém neste mundo de Sr.s e Srªs e Dr. e afins... porque este alguém é alguém para mim.
Para a minha amiga Le, que o sabe de cor(jamais serás árvore sem voz)!

O Sonho

Pelo Sonho é que vamos,
comovidos e mudos.
Chegamos? Não chegamos?
Haja ou não haja frutos,
pelo Sonho é que vamos.

Basta a fé no que temos.
Basta a esperança naquilo
que talvez não teremos.
Basta que a alma demos,
com a mesma alegria,
ao que desconhecemos
e ao que é do dia-a-dia.

Chegamos? Não chegamos?

- Partimos. Vamos. Somos.

@Sebastião da Gama
publicado por crowe às 22:40

04
Jul 05

10165853.jpg

Um toque teu e ressuscitei

 De uma morte que não ocorreu…

 Vesti-me de festa e iluminei a minha noite

 Fria e escura até te sentir…

As noites tornaram-se dias de êxtase

 Num beber de vida e alegria!

 Bebo da tua boca em beijos sem sombra nem perigo

 Pedaços de vida e ressuscito a cada toque!

 Beijar a tua boca merece que reze

 Em todas as religiões e credos inventados na crença humana

 O firmamento é o meu horizonte ...Entrelaçada a ti! Angel_jpg.jpg

Um pouco de ti para sobreviver aos dias

 Sem loucura ou êxtase …sem canções da tua alegria!

 O gigli do teu riso…

 Contigo as horas passam devagar… entre beijos que bebo,

 Essência que me ofereces entre corpos que se confundem,

 Alegria que me presenteias e demónios que assassinas entre

 Sussurros segredados aos ouvidos que oiço e recebo como

 Orgasmos auditivos! De tudo e por tudo fruo da vida por mais cinzenta que seja

 De tudo e por tudo o êxtase está impresso em mim

 Como a minha boca inventa preces enquanto se sente beijada

 Por ti!

 Temo o dia em que as noites voltem a ser frias e negras e eu de Festa não me vista…

 Toca-me, sente-me e bebe-me tal como eu… em êxtase!

publicado por crowe às 20:04
tags:

03
Jul 05
Promised.jpg
Viver por viver é estar morto e não saber...
publicado por crowe às 22:20

Julho 2005
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
11
12
13
14
15
16

17
18
20
21
22
23

25
26
27
28
29
30

31


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Porque sim!

subscrever feeds
links
as minhas fotos
mais sobre mim
pesquisar
 
blogs SAPO